Prospecto Escolhido: Jordyn Brooks

Hoje a análise é do jogador escolhido pelo Seahawks, o Linebacker Jordyn Brooks.

(Foto: Getty)

Primeiro jogador selecionado no Draft pelo Seahawks, muito contraditório a escolha e, se levantou muitas, mas muitas interrogações, tanto da equipe, staff ou do próprio jogador selecionado, mas bora para análise, neste caso fui um analista e não usei o clubismo.

INFORMAÇÕES BÁSICAS

College: Texas Tech

Classe: Senior

Altura: 6’0 (1,82 metros)

Peso: 240 lbs (108 KG)

Braços: 32 in (81 cm)

Mãos: 9 in (22,8 cm)

Draft: 27º Geral

 

RESULTADOS DO COMBINE

40 Yard Dash: 4.54s

LEIA: NFL Combine

 

ESTATÍSTICAS

(Foto:texastech.com)

2º jogador na NCAA em tackles para perca de jardas por jogo (1.8) em 2019

5º jogador na NCAA em tackles solo por jogo (6) em 2019

5º jogador na NCAA em tackles por jogo (9.8) em 2019

Fora diversos prêmios dentro da B12 (Não coloquei por que a lista é grande)

PONTOS POSITIVOS:

Ele é atlético, muito rápido e usa muito da sua velocidade para pressionar o quarterback. Jogo terrestre é o seu maior forte, muito bom, neste quesito, líder em tackles em diversos casos na NCAA.

Foi firme no jogador, teve boa leitura e mostrou que o tackle é sua principal arma.

Aqui boa leitura, do quarterback, previu uma BIG PLAY e foi preciso.

Um jogador que podemos esperar poucos tackles perdidos, muito consistente no seu jogo e, pode evoluir mais.

PONTOS NEGATIVOS:

O principal ponto negativo é seu jogo aéreo, ele é falho na cobertura em zona ou homem a homem, tem lapsos e consegue algumas interceptações, sim, mas não se iludam neste quesito.
Ângulo dos tackles, seus ângulos equivocados quando ele quer com muita sede ao pote, quer bater forte no corredor e acaba sendo “driblado”.

AVALIAÇÃO GERAL

Para um OLB, ele tem um excelente tackle, perde muito poucos, dá para ver em suas estatísticas, está no topo da NCAA em tackles e em 3 quesitos, coisa rara de ver, apenas 3 jogadores tem estas estáticas em 2019.  Precisa corrigir o ângulo do tackles, ele é muito agressivo então quer chegar forte, porém isso resulta em alguns tackles perdidos. Está sempre nas jogadas, difícil ver alguma jogada terrestre que ele não esteja envolvido. Mas ele é um linebacker dos anos 80, onde eles são focados somente no jogo terrestre e tem poucas habilidades com o aéreo.

Pete Carroll deve ter se apaixonado por ele quando assistiu Texas Tech contra Oklahoma State, pois foi um jogo excelente, um jogo que faria qualquer um dizer “Que jogador, quero ele. ”, ele teve 19 tackles, 4 para perca de jardas, 3 sacks, 1 fumble forçado e 1 hit no quarterback. Deduzo eu que a paixão veio deste jogo, além da sua consistência.

Mas ele é bom, então por que da indignação? Tinha outros jogadores melhores no board e, ele é reach, ele sairia na 2ª rodada , poderia ter feito um trade down e seleciona-lo, seu problema com o jogo aéreo é a maior preocupação para as equipes, pois mais uma vez, é uma liga dos quarterbacks, então a carga de jogadas aéreas é maior e a preocupação de uma big play é maior ainda.

Vamos apoiar agora o atleta e o time porque SEATTLE É ASSIM, SOMOS APAIXONADOS POR ESSA FRANQUIA.

Projeção no Draft

2/3ª RODADA.

 

Gostou?

Deixei seu feedback abaixo.

Deixe uma resposta