Combine: O laboratório da NFL

Eai galera do Pro Seahawks, tudo bom?

Mais um artigo explicando essas datas importantes da offseason para vocês, hoje iremos estar falando do NFL Combine.

Mas então por que a logo encima é do draft 2020????

Simples, o combine e o draft são as datas mais importantes da offseason, pois vai depender da exibição do prospecto (O jogador que está a entrar na NFL) fizer no combine, irá acarretar na sua escolha no draft.

Mas o que é, para que serve, como funciona, quando é??? Todas essas perguntas e outras mais serão respondidas então, bora lá.

Começando pelo o que é o Combine?

Simples, é um dos principais eventos da NFL, normalmente ocorre no Lucas Oil Stadium, casa do Indianapolis Colts. Aonde aproximadamente 300 jogadores são submetidos a 4 testes, físicos, mentais, médicos e as entrevistas com os GMs (General Managers) e HCs (Head Coachs). Deixando expostos para todos os times da liga os verem, tornando o Combine uma vitrine.

O Combine começa hoje para alguns atletas, mas a rotina é igual para todos mesmo começando em dias diferentes. Só é separado para poder avaliar melhor cada prospecto, pois o draft é extremamente importante para o futuro das franquias.

E como é essa rotina?

Normalmente cada grupo de atletas fica 5 dias em Indianapolis para os testes.

O 1º dia começa com cadastros, orientações do irá ser feito durante o combine e alguns exames mais simples.

O 2º dia com medições e entrevistas.

O 3º dia com os exames médicos mais completos.

O 4º dia com os teste psicológico e levantamento de peso(Bench Press).

O 5º dia com os exercícios no campo.

 

Como dito acima, os jogadores são divididos em 4 grupos, cada grupo tem seu dia de testes, as datas abaixo mostram são quando começa os testes de campo.

27/Fev – TEs , QBs e WRs

28/Fev – PK, ST, OL e RB

29/Fev – DL e LB

1/Mar – DB

Resumindo, é um laboratório da NFL, todos os jogadores são testados de diversas maneiras.

E os testes?

Os testes mentais, médicos e as entrevistas, são os menos atrativos, mas não menos importantes. Sempre ocorre boatos que alguns GMs passam dos limites, xingam os jogadores, ofendem sua mãe ou outro familiar, fazem perguntas sobre sua sexualidade etc., mas tudo isso é para ver se o jogador aguenta a pressão, pois jogar na NFL há muita pressão, alguns jogadores utilizam muito do “Trash Talk” com intuito de desestabilizar o adversário, Richard Sherman e Josh Norman em seus auges eram campeões neste quesito.

Só um adendo, sempre temos pessoas que ainda não entende do esporte, então vamos ensinar. O termo “Trash Talk” nada mais é que ofensas ao adversário, é você dizer coisas baixas e sujas assim dizendo, contendo palavrões e outras humilhações.

Voltando ao Combine, o principal teste feito no Combine é o teste físico, é o mais esperado, os treinos são:

Os treinos específicos da sua posição. DB treina mudanças de direções, um WR e TE mostram seus talentos recebendo a bola e etc.

Medições oficiais: Porque medições oficiais, as universidades têm o costume aumentar um pouco o tamanho e peso dos seus atletas, isso para a dar um medo ou mudar o planejamento dos HCs adversários. Sinceramente não faz tanta diferença, nos primeiros snaps os jogadores percebem e repassam a informação ao HC.

20 yard shuttle: É um teste para ver a agilidade dos prospectos.

 

3 cone drill: Um teste que avalia a mudança de direção.

 

Broad Jump: Um salto em distância, porém sem ter impulso, tem que estar parado.

 

Vertical Jump: Um teste focado no impulso vertical, bom para saber o quão alto pode subir um recebedor para pegar a bola ou um defensor para desvia-la.

 

Bench Press: Levantamento de peso, com um “leve peso” de 102KG

Aqui o DK fazendo o supino no Combine.

Agora é sério, 20 reps do Shaquem,

 

40 yard dash: O tiro de 40 jardas, o mais aguardado dos testes. Mostra o quão rápido e explosivo o atleta pode ser.

Esses são os testes físicos, e sim, eles ajudam o jogador subir no draft.

O caso em questão é John Ross, o jogador subiu nas pré-listas do draft após quebrar o record de Chris Johnson, correndo em 4.22s no tiro de 40 jardas e sendo selecionado na 9ª escolha geral do draft

Além disso John Ross poderia ter ganho uma ilha, isso mesmo uma ilha avaliada em 1 Milhão de dólares dada pela Adidas. Adidas naquele ano iria dar esta ilha para quem quebrasse o record no tiro de 40 jardas usando a chuteira da marca. Ross correu de Nike, mas mesmo não tendo ficado com a ilha ganhou um contrato com a Nike. Apenas uma curiosidade do Combine.

 

Leia

Acesse Explicando nossas escolhas do draft 2020!

 

 

O que achou? Deixe seu feedback.

 

2 Replies to “Combine: O laboratório da NFL”

Deixe uma resposta