Hora de planejar o futuro – É preciso mais!

Em nossa segunda parte deste artigo a respeito da offseason, vou tratar das opções da free agency, e quais jogadores Seattle poderia ir atrás. Também procurando, traçar o plano mais adequado e suas alternativas.

No último artigo, consideramos as renovações e os cortes que seriam feitos para termos poder econômico para contratar bons nomes. Com isso, chegamos ao final de cortes e renovações com U$35,2M de cap space.

Vamos lá…

Free Agency

A free agency é o período em que as franquias podem negociar com novos jogadores, que, após o término de contrato com seus respectivos times, podem negociar novos contratos com qualquer franquia. Os motivos destes jogadores chegarem a free agency é simples, quase sempre equipes com pouco Cap, tem de abrir mão de algumas de suas peças, ou mesmo os atletas optam por não continuar em seus times. Tudo isso ajuda a equilibrar as coisas e equipes de maior poder econômico, podem contratar as melhores peças.

Hora de planejar o futuro – Cuidando dos de casa

Podcast 068 – Mais do Mesmo

Cenário 1:

Explicação rápida e básica. Em um cenário em que Seattle renova o contrato de Clowney, Reed e os demais os quais citei anteriormente, este plano 1 é o que mais se aproxima de algo que considero o ideal, ou o, “plano perfeito”, tendo em vista as principais necessidades do time.

Este time é do Russel Wilson e precisa agir como tal para chegar e ganhar outro Super Bowl. Caso contrário, permaneceremos indo aos playoffs e caindo quando o cerco aperta. Por isso, em meu primeiro cenário, atenderemos primordialmente a linha ofensiva, dando opções para proteger nosso QB e aprimorando nosso Pass-Rush.

Contratações:

Neste processo levei em conta os valores dados pelos sites, Spotrac e Over The Cap para cada jogador. Visando sempre a melhor forma de distribuir o valor de contrato, de acordo com a realidade de cada jogador. Como alguns tem problema de lesão, como o Clowney, fiz questão de deixar os anos posteriores livres de dinheiro garantido, dando flexibilidade à equipe para cortar, se necessário, o jogador no futuro.

 

Bradon Scherff, RG, Washington Redskins

Foto: Wesley Hitt/Getty Images

Média Anual: U$ 14,5M – Maior Salário da posição

Valor Garantido: U$35M – Maior valor da NFL para a posição

Valor Máximo em contrato: U$58M

Bônus de Assinatura: U$16M

2020: U$ 13,5M – U$12,5M garantidos

2021: U$ 14,5M – U$9M garantidos

2022: U$ 15,5M – U$6M garantidos

2023: U$ 14,5M – U$4M garantidos

Desde que chegou à NFL, Scherff é um dos melhores jogadores de sua posição, sem qualquer dúvida. Um jogador deste calibre, não está todos os dias disponível para negociar no mercado. Uma das maiores necessidades de Seattle, se não a maior, é linha ofensiva e devemos atacar com bastante firmeza a posição nesta próxima offseason.

Yannick Ngakoue, DE, Jacksonville Jaguars

Foto: Gary Lloyd

Média Anual: U$ 17M

Valor Garantido: U$42,5

Valor Máximo em contrato: U$68M

Bônus de Assinatura: U$16M

2020: U$ 15M – U$14M garantidos

2021: U$ 17M – U$16M garantidos

2022: U$ 18M – U$8,5M garantidos

2023: U$ 18M – U$4M garantidos

Ngakoue é um dos jogadores mais subestimados da NFL. Chegou ao Jaguars e jamais decepcionou em termos de produção. Para se ter uma ideia, o jogador nunca teve uma temporada com menos de 8 sacks na carreira. Uma dupla Yannick e Clowney, seria incrível e Seattle precisa de um Pass Rush mais efetivo.

Com estes dois jogadores, Seattle disporia de U$6,7M de Cap restante, já descontando os valores de Draft, IR, Pup List, Roster final, Practice Squad e outros gastos eventuais, como falamos na parte 1 deste artigo.

 

Cenário 2:

Este segundo cenário é uma alternativa ao mercado da primeira. A free agency é sempre muito difícil. Vencer concorrência e conseguir os nomes necessários é um trabalho meticuloso, mas uma franquia esperta, consegue negociar com varias opções e deixar o leque aberto para alternativas tão boas quanto. O segundo cenário é uma repaginação completa da linha ofensiva via Free agency.

Joe Thuney, OG, New England Patriots

Foto: Ron Chenoy-USA TODAY Sports

Média Anual: U$ 14,25M

Valor Garantido: U$30M

Valor Máximo em contrato: U$57M

Bônus de Assinatura: U$12M

2020: U$ 13,25M – U$11M garantidos

2021: U$ 14,25M – U$10M garantidos

2022: U$ 15,25M – U$3M garantidos

2023: U$ 14,25M – U$3M garantidos

Thuney é um dos mais consistentes OLs da NFL. Claramente será bastante disputado e ficará possivelmente apenas atrás de Brandon Scherff. É um jogador de extrema qualidade, é jovem e agrega muito de conhecimento para uma OL que vem mal a 6 anos. Pode ser um fator de segurança para nossa linha, um jogador muito solido.

 

Jack Conklin, OT, Tennessee Titans

Foto: Zach Ragan

Média Anual: U$ 14,25M

Valor Garantido: U$24M

Valor Máximo em contrato: U$57M

Bônus de Assinatura: U$12M

2020: U$ 14M – U$14M garantidos

2021: U$ 14M – U$4M garantidos

2022: U$ 15M – U$3M garantidos

2023: U$ 14M – U$3M garantidos

 

Conklin foi meu jogador preferido no draft de 2015. Jogador solido, mas que vem de uma temporada de queda. Claro, é bem arriscado nesta circunstância dar um contrato deste porte para um jogador que vem decaindo, mas Conklin e Thuney, junto com Duane Brown e Jamarco Jones, dariam uma linha ofensiva muito coesa e com certeza acrescentaria muito na carreira do Wilson finalmente ter uma OL de qualidade.

A segunda opção é vertical simplesmente focando em resolver o problema da linha ofensiva e dando a chance de Wilson carregar esse time ao Super Bowl, a despeito da comissão técnica que tem. Com isso restariam U$7,95M para adições eventuais ao elenco da franquia.

 

Alternativas:

Listarei outros jogadores que podem ter um custo-benefício, possibilitando um time, talvez, com maior profundidade.

Robert Quinn, DE, Dallas Cowboys:

1 ano de contrato

Salário: U$7M

Quinn é um veterano que ainda produz bastante, pode ser uma alternativa barata, até mais do que eu prevejo, para acrescentar ao Pass-Rush da franquia.

 

DJ Reader, DT, Houston Texans

Média Anual: U$ 13,8M

Valor Garantido: U$28M

Valor Máximo em contrato: U$55,2M

Bônus de Assinatura: U$12M

2020: U$ 14M – U$14M garantidos

2021: U$ 12M – U$8M garantidos

2022: U$ 15,2M – U$3M garantidos

2023: U$ 14M – U$3M garantidos

DJ Reader é um dos bons nomes da free agency, claramente é uma opção caso Jarran Reed decida sair nesta offseason. Reader pode ser um excelente jogador para o miolo da DL.

 

Jason Pierre-Paul, DE, Tampa Bay Buccaneers

Média Anual: U$ 6M

Valor Garantido: U$4,5M

Valor Máximo em contrato: U$6M

Bônus de Assinatura: U$4M

2020: U$ 6M – U$4,5M garantidos

Pierre-Paul tem jogado de forma consistente, apesar de ter perdido alguns dedos num incidente há alguns anos. Pode ser uma resposta para este ano, apenas, para jogar oposto a Jadeveon Clowney, caso este fique.

 

 Quinton Spain, OG, Buffalo Bills

Média Anual: U$ 6,5M

Valor Garantido: U$8M

Valor Máximo em contrato: U$13M

Bônus de Assinatura: U$2M

2020: U$ 6,5M – U$6M garantidos

2021: U$ 6,5M – U$2M garantidos

Spain jogou muito bem pelo Bills e tem um salário de apenas U$2M por lá, pode querer procurar um time mais consistente e Seattle pode oferecer um valor que lhe agrade. Jogador em ascensão e com ótimo valor.

 

A’Shawn Robinson, DT, Detroit Lions

Média Anual: U$ 6M

Valor Garantido: U$6M

Valor Máximo em contrato: U$12M

Bônus de Assinatura: U$4M

2020: U$ 6M – U$4M garantidos

2021: U$ 6M – U$2M garantidos

Robinson era um grande nome vindo de Alabama, chegou a contribuir no Lions e pode ser uma alternativa para o miolo da linha, caso Reed saia e outras opções não estejam disponíveis.

 

Bud Dupree, DE/OLB, Steelers

Média Anual: U$ 12M

Valor Garantido: U$10,5M

Valor Máximo em contrato: U$24M

Bônus de Assinatura: U$7M

2020: U$ 12M – U$7M garantidos

2021: U$ 12M – U$3,5M garantidos

Jogador que teve um bom número de sacks este ano, apesar de apenas, ter aparecido agora, Dupree pode ser um upgrade para o oposto de Jadeveon Clowney, ou para parear com outro defensive end, caso percamos o grande nome desta linha, Clowney.

 

Shaquill Barrett, DE/OLB, Tampa Bay Buccaneers

Média Anual: U$ 15M

Valor Garantido: U$12M

Valor Máximo em contrato: U$30M

Bônus de Assinatura: U$8M

2020: U$ 15M – U$8M garantidos

2021: U$ 15M – U$4M garantidos

Barrett é uma aposta muito arriscada. Na sombra de Von Miller no Broncos, Barrett finalmente apareceu no Bucs, onde conseguiu 20 sacks na temporada, sendo o líder no quesito. Seattle pode apostar e ser premiado, ou pode apostar e perder. É um negocio muito arriscado e eu teria ressalvas quando aos valores, colocando a maior parte em bônus de produção e objetivos.

 

Matthew Judon, DE, Baltimore Ravens

Média Anual: U$ 15M

Valor Garantido: U$16M

Valor Máximo em contrato: U$45M

Bônus de Assinatura: U$8M

2020: U$ 15M – U$8M garantidos

2021: U$ 15M – U$4M garantidos

2022: U$ 15M – U$4M garantidos

Jogador com muita qualidade, que poderia agregar muito ao pass-rush de Seattle, mas dificilmente sairá de Baltimore.

 

James Bradberry, CB, Carolina Panthers

Média Anual: U$ 8,5M

Valor Garantido: U$10M

Valor Máximo em contrato: U$17M

Bônus de Assinatura: U$4M

2020: U$ 8,5M – U$8M garantidos

2021: U$ 8,5M – U$2M garantidos

Bradberry é consistente e Seattle pode acrescentar algum corner via free agency, mas acho que é bem improvável, mas é uma opção.

 

Chris Harris Jr, CB, Denver Broncos

Média Anual: U$ 9-10M

Valor Garantido: U$10M

Valor Máximo em contrato: U$18-20M

Bônus de Assinatura: U$6M

2020: U$ 9M – U$7M garantidos

2021: U$ 9M – U$3M garantidos

Chris Harris é um excelente jogador e deve sair do Broncos, mas não é o mesmo e a idade já está avançada. É um negocio de risco e eu não sei se seria prudente.

 

Nesta segunda parte, pretendi mostrar que existem opções plausíveis para Seattle buscar, ainda há inúmeros nomes em varias posições que poderiam ser vislumbrados, claro, sempre existirá, mas acredito que sejam os nomes mais próximos do que Seattle precisa, por isso estão aqui. Até as alternativas, estão dentro de um padrão que Seattle precisa buscar. Lembrando que este artigo é sobre o que eu acho que Seattle deveria fazer, não sobre o que Seattle vai fazer, então, na realidade, tudo pode ser bem diferente.

A free agency será primordial para um time que precisa de reforços e acabar com necessidades que são visíveis. Seattle precisa sair da estagnação e precisa buscar jogadores de impacto para voltar a ter o que é necessário para chegar ao Super Bowl.

Na parte 3 deste artigo, traremos uma sucinta análise das posições que Seattle deveria investir, otimizando o draft ao máximo para trazer jogadores que impactem as necessidades da franquia.

“A busca para se alcançar o topo, é reflexo do sacrifício que se está disposto a fazer.” – Pro Seahawks Brasil

 

 

 

 

Deixe uma resposta