A tragédia de Los Angeles

É difícil resumir em poucas palavras o que aconteceu no Sunday night football da semana 14. Dois rivais de divisão empatados em record (10-2), brigando jogo a jogo pela divisão e pela folga nos playoffs. Após uma vitória espetacular contra o New Orleans Saints por 48-46, o San Francisco 49ers colocou certa pressão sob o time de Seattle, que foi a Los Angeles precisando da vitória para manter sua moral na divisão, e na conferência. Mas o jogo não foi nem um pouco o esperado, e é isso que vamos retratar agora.

Todos conhecem Sean McVay, técnico do Los Angeles Rams, que desde que assumiu em 2017, tem um dos ataques mais inovadores dos últimos anos, e conseguiu mudar o patamar do quarterback Jared Goff, e o cenário do time. Em 2019, a situação não vinha nada boa para os carneiros, que mesmo com uma campanha de 7-5, sofria desconfiança dos analistas e torcedores. O esquema baseado em corridas de Todd Gurley, e doses cavalares de Play Action, não estava encaixando como nos dois primeiros anos de Mcvay, com Goff jogando muito mal, mesmo com a defesa vindo muito bem nas últimas semanas. E era nisso que Seattle apostava para o jogo de ontem.

Pois bem, o jogo veio, e as dificuldades da defesa de Seattle em parar o esquema do Rams começaram. O 11 personnel de McVay (3 WR, 1 TE e 1 RB), estava indo muito bem, com o WR Robert Woods,o TE Tyler Higbee, e o RB Todd Gurley em noite inspirada. Não havia resposta do lado de Seattle, que continuava carregando a defesa com 3 Linebackers, e pouca criatividade na linha defensiva, que foi dominada pela mediana linha ofensiva de Los Angeles. Russell Wilson não estava em boa noite, Carson pouco fez, Penny se lesionou, e o jogo foi para o intervalo em 21-3.

Na volta do intervalo, o ataque continuou não produzindo, mas a defesa melhorou, e começou a forçar quartas descidas do ataque do Rams. Até que veio um lance que poderia mudar o jogo, Após uma leitura falha, Goff fez um lançamento ruim buscando Robert Woods, e o FS Quandre Diggs cortou a linha de passe, fez a interceptação seguida de uma linda pic six. Se esperava uma recuperação do time após essa jogada, mas o ataque logo sofreu um three and out. Na volta de Goff, um passse horrível para o alto, um verdadeiro punt com as mãos, e mais uma interceptação de Diggs. E o paradigma continuou, o ataque pouco inspirado, com a OL muito mal, e os recebedores não conseguindo separação em suas rotas. E após mais um touchdown colocado por Los Angeles, aumentando a vantagem para 28-9, senti que realmente iríamos para 10-3.

A lição que fica, é que todos os jogos são imprescindíveis na luta NFC, e que vamos a Carolina no próximo domingo para a recuperação imediata, já nos preparando para a batalha que nos espera em Seattle na semana 17.

Stats finais:

Russell Wilson: 22/36 245yds 0 TD 1 INT Chris Carson: 15 CAR 76yds DK Metcalf: 6 rec 78yds

 

 

Texto Escrito por: Jean Lucas

Todos os direitos do texto estão reservados ao autor.

Deixe uma resposta