Pré-Jogo Semana 7 – Seahawks vs Ravens

 texto escrito por: Rafael Alexandre & Jeff Martins


Key matchups para Seattle:

  1.  Correr bem com a bola para armar o play-action
  2. Selar as extremidades do pocket pra impedir as corridas de Lamar Jackson
  3. Muita disciplina dos cornerbacks para os options, motions que enganam a defesa para que Lamar corra com a bola.
  4. Envolver DK Metcalf no plano de jogo especialmente na redzone
  5. Controlar bem o relógio e respeitar o jogo corrido de Baltimore.

Key matchups para os Ravens:

  1. Conseguir conter Russell Wilson que está jogando o melhor football de sua carreira, especialmente conseguindo chegar até ele antes de soltar a bola.
  2.  Linha defensiva dos Ravens precisa ter muita disciplina em conter seus gaps tanto pra conter Chris Carson quanto pra tentar impedir os scrambles de Russell Wilson.
  3.  Ataque pode explorar a bola longa especialmente usando o play-action
  4. Lamar Jackson precisa correr bem com a bola nas jogadas de option
  5.  Conter o jogo terrestre de Seattle

Ravens e Seahawks são dois times que gostam de implementar o jogo terrestre, logo, são times que gostam de controlar o relógio e ter a posse, cansando a defesa. A chave desse jogo para os dois times vai ser essa, controle de relógio e impor o jogo corrido assim como a disciplina defensiva em conter os gaps. São dois times de certa forma parecidos com filosofias similares.

Dois time que gostam de correr com a bola, usar o playaction no passe longo. Domínio nas trincheiras nos dois lados da bola será fundamental. Posse de bola e domínio nas linhas são as chaves para os dois times.

 

Fator Lamar Jackson

Um dos mais perigosos Quarterbacks da liga, Lamar torna obrigatório por parte de qualquer defesa adversaria, defender duas jogadas simultaneamente, tanto a pré snap, quanto a improvisação, esta segunda potencialmente a mais perigosa da franquia de Baltimore. Com 1.500 jardas de passe e quase 500 jardas terrestres, 65% de aproveitamento nos passes e 13 TDs passando a bola, o segundo anista é uma arma mortal quando pressionado a sair do pocket ou em jogadas de zone read, e uma arma também encontrando seus recebedores, a evolução do ano de calouro pra esse é notável. No entanto, não há duvidas de que Jon Harbaugh possui o RPO mais perigoso do jogo, correndo pra absurdas 152 jardas no ultimo jogo contra os Bengals e quebrando um record que perdurava desde 2006 na liga, em jardas terrestres por um QB num só jogo, Jackson e sua ameaça terrestre são de longe o maior perigo pra ainda não tão boa defesa de Pete Carroll.

Disciplina será tudo, precisaremos de um jogo de alta performance de nosso front seven, tanto na pressão quando na cobertura do box pra neutralizar a saída de Jackson pro segundo nível.

Com uma linha ofensiva ainda longe do ideal, os Ravens podem ter problemas em conter o impeto de nosso pass rush, lembremos, Jarran Reed estará de volta, e isso será muito importante também para Clowney, que figura como um dos EDGE com mais bloqueios duplos na liga, poderá ter enfim, um trabalho mais facilitado, com uma outra ameaça ao seu lado.

E como não pode deixar de ser citado, a grande chamada do jogo, a grande narrativa, a volta de Earl Thomas a Seattle, jogando por uma nova camisa.

Após uma turbulenta saída, com relações sendo cortadas dentro da franquia, Thomas teve uma semana de troca de afagos com seu antigo QB, de maneira a não tornar o ambiente necessariamente hostil com o outrora Safety da franquia, futuro HoF, e que na minha opinião, deverá/deveria ter seu numero aposentado por aqui.

É isso 12’s, que tenhamos mais um grande jogo no domingo, que mais uma vitoria venha, e quem sabe finalmente a liderança da divisão.

Um bom fim de semana a todos, pra quem bebe, uma boa cachaçada…#GOHAWKS

 

 

Siga no Twitter@ProSeahawkBR

Curta no Facebook:  facebook.com/ProSeahawksBrasil/

Siga no Instagram: Instagram.com/proseahawksbr

Deixe uma resposta